Blog »

Entrevista com o neurocirurgião Benjamim Pessoa Vale sobre aneurisma


 


O que é o aneurisma?
Aneurisma é uma falha, um alargamento anormal da parede da artéria. Trata-se de um problema estrutural. Normalmente, o aneurisma cerebral é descoberto quando ocorre a ruptura de um vaso em qualquer ponto da cavidade craniana, que provoca um sangramento ou hematoma cerebral. A dor de cabeça é um dos sintomas do aneurisma.

Como identificar, entre os vários tipos de cefaleia, aquela que indica essa doença?
Quando o aneurisma rompe, o principal sintoma é a dor de cabeça. Mas essa é uma dor de cabeça aguda, de início súbito, rapidamente progressivo e diferente das dores de cabeça habituais. Esse sintoma, geralmente, ainda vem acompanhado de náuseas, vômito, rebaixamento da consciência que pode levar a um estado de coma imediato.
Independente disso, a dor de cabeça não deve ser ignorada É importante consultar um médico para identificar as causas e tipo de tratamento para cada caso. A atenção deve ser redobrada quando as dores são constantes e acompanhadas de outros sintomas.

Aneurisma é uma das causas do AVC?
Sim. O sangramento do aneurisma pode levar a ocorrência do Acidente Vascular Cerebral (AVC), do tipo hemorrágico. O sangramento do aneurisma representa de 7 a 10% dos casos de AVC. Apesar da menor incidência, é o tipo mais fatal.

É um problema congênito?
Sim, pois o indivíduo nasce com uma falha na parede da artéria. Ao nascer com essa falha, você pode desenvolver o aneurisma ou não. E há casos em que a pessoa nasce com mais uma falha e aí ela pode ter mais um aneurisma. Já vi pacientes que tiveram 19 aneurismas.

A prevenção do aneurisma, então, é para que o vaso não se rompa?
Sim, pois é um problema congênito. Você nasce com uma falha na artéria, mas pode evitar que essa falha se desenvolva e venha a romper, causando o sangramento. Para isso, é preciso manter hábitos de vida saudáveis. Hipertensão arterial, estresse, sedentarismo são alguns fatores que podem desencadear o sangramento do aneurisma.

Mulheres estão mais suscetíveis ao aneurisma?
É praticamente igual o percentual de ocorrência do aneurisma em pessoas do sexo masculino e feminino. Estima-se que de 2 a 5% da população mundial tenha um aneurisma na cabeça, mas pode ser que o vaso não se rompa em nenhum momento. É uma doença complexa, grave e democrática. O aneurisma pega todos os patamares da sociedade por igual. Ele não respeita conta bancária, grau de instrução, atingindo desde a população mais pobre até a mais rica. Fazendo um comparativo aqui: 85% dos casos de AVC que ocorrem são isquêmicos, ou seja, poderiam ser evitados porque foram causados por diabetes mal cuidada, hipertensão, dislipidemia. Mas, ninguém dá valor e você ouve falar muito mais do aneurisma porque, de vez em quando, aparecem casos em artistas, políticos, autoridades.

Existe algum exame preventivo do aneurisma? Quem deve fazê-lo?
Sim, mas, geralmente, ele é indicado pelos médicos apenas quando o paciente apresenta algum componente suspeito. Um deles é a ocorrência de outros casos na família. Se o problema foi registrado em dois parentes de primeiro grau, por exemplo, é necessária uma investigação em toda a família porque a chance de outras pessoas também terem aneurisma é muito grande. Os exames para detectar o aneurisma são não-invasivos, a exemplo da angiotomomografia e da angioressonância. Caso a falha seja diagnosticada, o paciente deve ter acompanhamento, pois ela pode aumentar progressivamente de tamanho.

É uma doença que precisa de atendimento rápido?
Sim. De cada 100 aneurismas que sangram, em 20, o paciente morre antes de chegar ao hospital, dependendo da distância. Mas isso não é tudo. Veja que o aneurisma da (deputada) Trindade sangrou no auditório do Centro de Artesanato Mestre Dezinho e não teve jeito. Já o deputado Themístocles Filho, sangrou em Parnaíba e está aí para contar a história. Mas o atendimento rápido auxilia muito. Sabe-se que se o problema for tratado nas primeiras 24 horas, o risco de complicação é menor.
Outras orientações preventivas:
•Se você tem algum parente que sofreu de aneurisma, fique atento aos sinais de dores de cabeça agudas e procure um médico;
•Mantenha em níveis adequados a pressão arterial;
•Exerça controle efetivo sobre as taxas de colesterol e triglicérides;
•Não fume;
•Esteja atento: dor forte de cabeça, que surge repentinamente, como se você tivesse levado uma pancada, acompanhada de enjoos e vômitos, indica a necessidade urgente de atendimento médico-hospitalar.

Tags: ,,,,,,,

02/04 /2014 às 09:35

Enviar um comentário

Newsletter

Diretor Técnico Médico Benjamim Pessoa Vale CRM- PI 1916 RQE 347 Rua Bartolomeu Vasconcelos
Nº 2440 • Ilhotas • Teresina-PI 64015-030 • (86) 3194-6950 institutodeneurociencias@hotmail.com