Blog » Notícias

Sentir dor de cabeça é normal?

Todo mundo, pelo menos uma vez na vida, vai sentir dor de cabeça. A cefaleia (termo técnico para dor de cabeça) é uma das queixas mais comuns no consultório médico, por esse motivo, os especialistas alertam que é muito importante saber qual a causa da dor para que seja realizado o tratamento adequado.

DSC_0605

Existem mais de 200 tipos de dores de cabeça que são divididas em 2 grandes grupos: primárias e secundárias. As dores de cabeça secundárias representam um dos sintomas de uma doença subjacente, desde condições não graves como um resfriado, por exemplo, até patologias mais preocupantes como meningite, tumor e AVC. Na dor de cabeça primária, a dor é a doença em si, causada por alterações bioquímicas no cérebro, geneticamente determinada em muitos casos e caracterizada por episódios recorrentes de dor ao longo do tempo. Representa o grupo mais frequente, sendo a cefaleia tensional e a enxaqueca as doenças mais comuns.

Segundo Eduardo Borges, neurologista e especialista em cefaleia pela USP, a dor de cabeça é um sintoma prevalente e é importante uma avaliação médica adequada para a investigação da dor. “Dor de cabeça é um sintoma universal e, na grande maioria dos casos, não está associada a uma doença mais grave. Só uma avaliação médica pormenorizada é capaz de identificar a causa da dor. Vale ressaltar que muitas pessoas que têm cefaleia com frequência desconhecem que aquela dor dita “normal” tem tratamento e pode até tornar-se crônica e incapacitante quando não tratada de forma adequada como acontece em muitas pessoas com enxaqueca por exemplo ”, alerta o médico.

Outro ponto destacado pelo neurologista é o uso indiscriminado de remédios para dor: “É muito comum que o indivíduo com cefaleia frequente faça uso de analgésicos e anti-inflamatórios por conta própria. O que a maioria das pessoas não sabe é que o mesmo analgésico que alivia a dor na crise, quando usado de forma abusiva (3 ou mais dias por semana), provoca um efeito rebote que cronifica a dor de cabeça e torna ainda mais difícil o seu tratamento, é a chamada cefaleia por abuso de analgésicos.”

Tão importante quanto saber a causa da dor é entender que dor de cabeça nunca é normal. Embora a grande maioria dos casos não seja relacionada a condições graves, crises de dor de cabeça frequentes prejudicam a qualidade de vida  e são responsáveis por altos custos econômicos diretos e indiretos (dias de trabalho perdidos, diminuição de produtividade, gastos com remédios,etc). Uma parte disso pode ser explicada pela falta de conhecimento e pouca procura de assistência médica especializada.

 

Fonte: Ascom do Instituto de Neurociências

Tags:

01/02 /2017 às 14:46

Enviar um comentário

Newsletter

Diretor Técnico Médico Benjamim Pessoa Vale CRM- PI 1916 RQE 347 Rua Bartolomeu Vasconcelos
Nº 2440 • Ilhotas • Teresina-PI 64015-030 • (86) 3194-6950 institutodeneurociencias@hotmail.com